Venda de ingressos abre primeira crise na Copa América

Imagens divulgadas mostram os estádios vazios nos cinco primeiros jogos da Copa. Um dos motivos pode ser o alto custo dos ingressos.

A Copa América já não atrai tanto público quanto nos anos anteriores. Imagens divulgadas mostram os estádios vazios nos cinco primeiros jogos da Copa. Especialistas argumentam que a crise econômica na América Latina pode estar afetando a venda de ingressos, que já possui alto custo.

Foto: EFE l Antonio Lacerda

Ao assistir aos jogos da Copa América, um fato vem chamando a atenção do público e de especialistas do esporte: a falta de público. Vários fatores aparentam estarem afetando este tipo de problema. Um deles, o alto custo dos ingressos.

O ticket médio da partida do Brasil x Bolívia foi de R$ 485,01. Um preço que é quase metade do salário mínimo de um trabalhador brasileiro. Enquanto isso, a ocupação do jogo foi apenas de 69,7%. É um resultado no mínimo espantoso, quando avaliado que se trata de uma das grandes competições de futebol com o time nacional em campo.

Alguns outros jogos tiveram o ticket médio um pouco mais acessível. Por exemplo, Argentina x Colômbia vendeu seus ingressos por uma média de R$ 264,94 e teve uma ocupação de 69%. Um resultado de ocupação semelhante ao jogo do Brasil, ainda que com o ticket médio sendo vendido por quase a metade do preço.

ANÚNCIO

Além destes dois exemplos, há o jogo Uruguai x Equador, que teve a menor renda bruta arrecadada de todos os jogos da Copa América até o momento. Ticket médio de R$ 112,74 e uma ocupação de 21,9%. 

Estes resultados da baixa ocupação em jogos que não são nacionais é avaliado por especialistas como sendo o resultado de uma crise econômica na América Latina. Há problemas econômicos sérios acontecendo em vários países. Isso contribui para a falta de caravanas de torcedores estrangeiros que antes lotavam os estádios.

No passado, por exemplo, era comum observar várias caravanas de torcedores argentinos que entravam e lotavam os estádios brasileiros durante os jogos da Argentina. 

Isso também se estende a vários outros países vizinhos que vinham participar dos jogos ocorridos em território nacional. Entretanto, não é o que se vem sendo observado no decorrer da Copa América.

Esta tabela, divulgada pelo site Globo Esporte, contém as informações precisas do público pagante, público presente, renda bruta, ticket médio e a ocupação dos estádios nos jogos que já aconteceram na Copa América:

PARTIDA PÚBLICO PAGANTE PÚBLICO PRESENTE RENDA BRUTA TÍQUETE MÉDIO OCUPAÇÃO
Brasil x Bolívia – Morumbi 46.342 47.260 R$ 22.476.630,00 R$ 485,01 69,7%
Venezuela x Peru – Arena do Grêmio 11.107 13.370 R$ 2.400.080,00 R$ 216,08 19,9%
Argentina x Colômbia –Arena Fonte Nova 34.950 35.572 R$ 9.259.710,00 R$ 264,94 69,0%
Paraguai x Catar – Maracanã 19.162 Não divulgado R$ 2.381.305,00 R$ 124,27 28,9%
Uruguai x Equador – Mineirão 13.611 Não divulgado R$ 1.534.535,00 R$ 112,74 21,9%

Fonte: GloboEsporte.com

Ao observar as informações, fica mais claro o motivo da análise dos especialistas em relação à crise econômica no continente latino-americano. Os jogos de alguns países vizinhos nem mesmo chegam a obter um número próximo a 50% de ocupação, o que demonstra o desfalque da participação do público quando comparado a anos anteriores.

ANÚNCIO