Seleção brasileira vence a Itália e se classifica para as finais

Apesar de ter entrado na quadra com o primeiro lugar da tabela e a classificação para as finais da Liga das Nações garantida, a seleção brasileira masculina de vôlei tinha a missão de encerrar a passagem pelo Brasil com chave de ouro. Vindo de 5 vitórias consecutivas, a sexta deveria acontecer contra a Itália. 

O Brasil iniciou a partida com derrota no primeiro set. Em seguida, precisou se adaptar à ausência de Maurício Souza na quadra após lesão sofrida durante a partida. 

brasileira
Foto: Divulgação/FIVB

Diante disso, as expectativas para o jogo passaram a diminuir. A seleção brasileira estava atrapalhada, com uma sequência de erros preocupante. No duelo contra os italianos, passou por sufoco no primeiro set e teve que se adaptar ao clima tenso que foi gerado no ambiente da quadra.

Mesmo com as desvantagens iniciais, o time brasileiro conseguiu mostrar seu potencial com muita garra e criatividade. Para solucionar os problemas do primeiro set do jogo, o técnico Renan Dal Zotto mostrou habilidade ao explorar a equipe de reservas do time, fazendo alterações consistentes. 

As trocas feitas por Renan mudaram completamente o destino da partida. Com a entrada de Fernando Cachopa e Douglas Souza, a dinâmica do jogo melhorou e tanto o levantador quanto o ponteiro foram fundamentais para levar o Brasil à vitória. 

ANÚNCIO

No segundo set, quando as coisas já estavam melhorando e a seleção brasileira já conseguia contar vantagem sobre os italianos, mais um susto para o Brasil.

Em uma tentativa de bloqueio, o central Maurício caiu de mau jeito ao retornar para o solo. No movimento, acabou torcendo o tornozelo esquerdo e saiu da quadra carregado para o banco de reservas. Ainda permaneceu no banco até o intervalo do terceiro set, quando precisou deixar o ginásio. 

Na continuação, o Brasil x Itália permaneceu disputado, mas agora com total controle do Brasil sobre o jogo. O time brasileiro conseguiu manter a vantagem nos dois sets seguintes e alcançou a sexta vitória em sua casa, se despedindo com maestria.

Ao alcançar um desempenho tão louvável na série de jogos que enfrentou em solo brasileiro, o técnico da seleção considerou o quanto a presença e incentivo da torcida foram importantes.

Para o grupo comandado por Renan, a torcida foi fundamental para que gerasse ainda mais vontade de corresponder dentro da quadra os incentivos entoados nas arquibancadas. No final da partida, Dal Zotto afirmou:

“A gente sabia que seria muito difícil pois já estávamos sentindo um certo cansaço. Mesmo depois de termos garantido a classificação, nós treinamos com intensidade e hoje sentimos um pouco isso. Nós nos cobramos isso, queríamos chegar aqui e fazer um bom papel para o público. É nossa obrigação mostrar o que temos de melhor.”

Na entrevista, o técnico ainda demonstrou satisfação com o time que comanda e se diz muito satisfeito com o desempenho de seus jogadores. 

“Fico muito satisfeito com o modo como os atletas se entregaram a cada ponto. Uma vitória assim é muito boa para nós como um time. Falei no vestiário que não poderíamos perder o brilho nos olhos e a vontade de ganhar, e eles foram assim o tempo todo.”

Seleção brasileira na final da Liga das Nações

Com a vitória, a seleção brasileira encerra a fase preliminar com 14 vitórias em 15 jogos disputados. Na tabela, o Brasil lidera com 39 pontos e irá compor o grupo B na fase final do campeonato, ao lado de Irã e Polônia.

No próximo sábado, a seleção brasileira viajará para Chicago, nos Estados Unidos para disputar a final. Até lá, o time de Renan seguirá treinando em Saquarema no Centro de Desenvolvimento de Voleibol – CDV. 

ANÚNCIO