Luxemburgo comenta desempenho do Vasco após derrota

Na manhã deste domingo, duas equipes muito tradicionais do futebol brasileiro entraram em campo para mais um duelo: Vasco e Corinthians. A dupla carioca e paulista, respectivamente, estiveram em uma disputa válida pela vigésima segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

O Vasco da Gama foi tentar o resultado na Arena Corinthians, mas não teve muito sucesso em sua viagem. Com apenas um gol, a equipe de Fábio Carille conseguiu bater os adversários e garantiram mais três pontos na tabela. No entanto, Vanderlei Luxemburgo não aceitou bem o resultado e disparou alguns questionamentos a respeito da arbitragem.

Luxemburgo
Foto: Marcos Ribolli

Quer saber mais sobre este confronto? A seguir, continue a leitura deste artigo e veja como foi o desempenho das duas equipes. Entenda também o ponto defendido por Luxemburgo em suas indagações.

Corinthians pouco ofensivo, mas eficiente

A formação que a equipe de Carille vinha usando nos últimos jogos acabou se repetindo, sem grandes surpresas para meio-campo, que também contou com Sornoza na armação. Aliás, o resultado da vitória poderia ter sido ampliado graças ao equatoriano, que chegou a marcar um gol após cobrança de falta.

Porém, o lance acabou sendo anulado. Entre a ponta direita e o meio, os jogadores Pedrinho e Ramiro se revezaram com grande versatilidade. A atuação pouco expressiva de Ramiro fez com que Jadson entrasse em seu lugar na volta para o segundo tempo.

ANÚNCIO

Poucos minutos após o início da etapa final, a torcida corinthiana vibrou com o gol marcado por Ralf, camisa 15. O jogador recebeu a bola na entrada da grande área e bateu sem medo no canto esquerdo da meta, sem chances de Fernando Miguel conter.

Carille ainda tentou melhorar o resultado colocando Mateus Vital e Gustagol para jogar. O plano quase deu certo, mas o camisa 19 acabou deixando uma ótima chance ir embora nos minutos finais da partida.

Vasco marca, mas gol é anulado

Os visitantes também tiveram um momento de glória na partida, com o gol de Werley. Mas, a alegria não durou muito tempo: a arbitragem acabou anulando o ponto com o auxílio do VAR, o que gerou alguns questionamentos.

Em coletiva após a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo fez questão de falar sobre o ocorrido. No posicionamento, Luxemburgo fundamentou o que estava dizendo em uma palestra concedida pelo presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba:
“Os meus jogadores estavam reclamando que no lance do gol deles, tinha tido uma mão e não foi revisado. Cabe uma revisão do lance. O que mais tenho que reclamar… O Gaciba foi na quarta-feira fazer uma palestra no CT. Ele pegou um vídeo sobre lance de impedimento e mostrou o que caracteriza. Eu já tenho a imagem do VAR que a mão do Werley está na linha vermelha, mas não tem nenhum jogador do Vasco na azul. Ele foi enfático e disse que o que caracterizava o impedimento não é a mão, mas os pés. Então não foi impedimento. O gol foi legal”

A respeito do jogo em geral, o técnico não diminuiu a atuação do Vasco nos 90 minutos. O problema, realmente, foi a eficiência do time, que não conseguiu aproveitar as boas oportunidades que foram criadas.

“Jogamos como Vasco. Tivemos chances de colocar a bola para dentro e não colocamos. Jogamos uma grande partida. Temos que chegar na cara do gol e fazer. O time jogou de igual para igual. Acho que o Cássio fez a diferença, e o VAR mais uma vez. Se você somar os pontos que perdemos por causa do VAR… Talvez estaríamos entre os oito. São dois lances por jogo. A gente pensa em sair da confusão e olhar para cima quando sairmos dessa confusão.”

ANÚNCIO