Após acidente, Jorge Lorenzo não voltará tão cedo para o MotoGP

O piloto da Honda, Jorge Lorenzo, sofreu um acidente no final de semana passado no circuito de Assen enquanto participava de um treino livre. Nesta sexta-feira, a equipe de Lorenzo declarou que o piloto está inapto para participar do GP da Holanda.

Durante o treino, Jorge Lorenzo perdeu o controle da dianteira da moto e foi ao chão. Por estar em alta velocidade, deu inúmeros giros no ar e batidas violentas no chão. O piloto só conseguiu desacelerar quando se chocou com a caixa de brita na lateral da pista.

Após acidente, Jorge Lorenzo não voltará tão cedo para o MotoGP
Foto: Gold and Goose / LT Images

O primeiro atendimento foi no centro médico do circuito. Lorenzo ainda saiu andando sozinho do local. Logo após. a equipe médica o encaminhou para o hospital mais próximo. Com muita dor, Jorge Lorenzo foi atendido de forma mais completa e realizou alguns exames. No hospital, passou por uma tomografia, que apontou que o #99 teria sofrido fraturas na sexta e na oitava vértebra.

Com o resultado do exame, já começaram a especular se o multicampeão iria participar dos desafios de grande porte marcados para os dias seguintes: o GP da Holanda e o GP da Alemanha. Além da tomografia, também foram feitas radiografias do tórax do piloto, entretanto, felizmente não houveram complicações na região.

Sobre o estado de saúde do piloto, o doutor Ángel Charte, diretor do serviço médico da MotoGP esclareceu:

ANÚNCIO

“Foi acordado que Lorenzo vá para Barcelona para que façam lá a ressonância, para ver se as vértebras próximas da fratura também estão afetadas. Jorge está bem, mas sente muita dor. Está inapto”

Honda confirma ausência de Jorge Lorenzo

Em meio às especulações, nesta sexta-feira, o chefe da Honda (Alberto Puig) fez questão de realizar uma coletiva de imprensa para explicar a situação de Jorge Lorenzo nos próximos dias. Durante a coletiva, o dirigente afirmou:

“O problema é que Jorge acertou o lugar em que havia sofrido um grande impacto em Montmeló. O problema surgiu naquela queda e piorou com este acidente”

Puig também salientou que a expectativa não é que o piloto volte logo e, além do GP da Holanda, também não irá participar do GP da Alemanha. 

“Vai levar um período de três ou quatro semanas, então também vai perder a corrida em Sachsenring. Esperamos que esteja em Brno. Veremos se, na Alemanha, Stefan Bradl o substitua, tem que ter um plano”.

Stefan Bradl é um piloto que realiza testes para a Honda. Bradl está cumprindo com algumas demandas na Holanda para a TV alemã. Pela facilidade de local, Puig o considera como provável substituição a Jorge Lorenzo.

Para finalizar a coletiva de imprensa, o dirigente não escondeu a preocupação e disse:

“Por sorte, o lugar em que teve fratura é bastante protegido e não afetou os nervos. Ainda não pude ver os dados, mas parece que entrou na curva mais rápido do que o normal. Não é que estamos começando a ficar preocupados, estamos preocupados. A única coisa que podemos fazer é ajudá-lo e dar o que nos pede”

O #99 no MotoGP

Jorge Lorenzo, atualmente, é tri campeão do MotoGP, tendo conquistado o primeiro lugar nas temporadas de 2010, 2012 e 2015. Iniciou na categoria representando a Yamaha, ao lado de Valentino Rossi. Esse ano, estava estreando como novo piloto da Honda, dividindo a representação da marca japonesa com Marc Marquéz.

ANÚNCIO