Bundesliga: futebol alemão retorna como um exemplo para a categoria no mundo

Em meio a tanta pressão política, polêmicas e quarentena rígida, o futebol da Alemanha será o primeiro a voltar entre as ligas europeias. Isso foi decidido depois de alguns estudos sobre o coronavírus na Alemanha.

Segundo Merkel, os cidadãos conseguiram ter um comportamento responsável e desaceleraram a proliferação do vírus. Faz 2 meses que a Bundesliga pisou nos campos de futebol.

Com os portões fechados, o Borussia Mönchengladbach venceu o Köln por 2×1. Depois desse jogo, todas as grandes ligas suspenderam suas atividades por conta do novo coronavírus.

Bundesliga: futebol alemão retorna como um exemplo para a categoria no mundo
Fonte: reprodução/internet

O retorno da bundesliga é um exemplo para o mundo? Confira.

O retorno das atividades da Bundesliga

Essa decisão foi tomada pela chanceler Angela Merkel, depois de participar de uma reunião decisiva com 16 ministros federais. A reunião marcou uma série de decisões antes de realizar o desconfinamento do time.

ANÚNCIO

Com isso, foi autorizado o retorno da primeira e segunda divisão da Bundesliga para segunda quinzena de maio.

“Conseguimos o objetivo de desacelerar a propagação do vírus porque os nossos cidadãos conseguiram ter um comportamento responsável e salvaram a vida de outros. A primeira fase da pandemia passou, mas estamos ainda no início global da pandemia e temos uma longa luta contra o vírus pela frente”, disse Merkel.

Porém, a iniciativa foi precipitada, e não ocorreu como Ângela preveu. Nos últimos dias, depois da decisão, a proliferação do vírus aumentou e o número de infectados e mortos subiu na Alemanha.

Número de infectados volta a subir

Segundo o Instituto Robert Koch (RKI), a taxa de contágio voltou para 1,1. Isso significa que cada pessoa infectada contagia cerca de 1,1 pessoas. A proliferação preocupou os profissionais da saúde, pois o país já registra 169.218 infectados.

Mesmo o país sendo um exemplo de recuperados nos últimos meses, a reabertura ainda preocupa os profissionais da saúde. Por isso, não se sabe se o futebol colocará o país como modelo. Podendo assim, receber um resultado positivo ou negativo.

Etapas concluídas para o retorno dos jogos

A primeira etapa foi a realização em massa de testes de Covid-19 nos jogadores do time. Cinco laboratórios foram contratados com a DFL para executar o plano de testagem por fases.

No primeiro rodízio de testes, 1724 exames foram feitos nos atletas, na staff, comissões técnicas e os demais funcionários das equipes. Dentre esses testes, 10 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19.

A Alemanha é referência na realização de teste para coronavírus, são feitas 818 mil testes feitos por semana. Por isso, mais 1650 testes foram feitos depois de algumas semanas nos atletas e demais colaboradores.

Segundo o site Esporte Interativo, serão necessários 25 mil testes até o final da temporada de jogos. O time Bayer Leverkusen, afirmou que serão sete dias de confinamento no hotel e que em seguida, todos seguiram em isolamento em casa.

Eles afirmaram que se a quarentena continuasse seria necessário ficar isolado até o fim do campeonato e que, por isso, a alternativa será seguir realizando testes semanalmente.

ANÚNCIO