Conheça a seleção holandesa de 1974, a famosa Laranja Mecânica

No ano de 1974, aconteceu a décima edição da Copa do Mundo da Fifa. Quando o torneio começou, as maiores apostas para a seleção campeã estava sobre Alemanha e Brasil. Mas, a equipe que marcou aquele ano foi a seleção holandesa.

O Brasil esbarrou em sua arrogância e foi para a disputa da Copa com um elenco bem dividido. Mas, o que faltou na seleção canarinha tinha de sobra no time holandês. Com uma equipe composta pelos jogadores dos clubes que tinham conquistado as quatro últimas edições da Liga dos Campeões, a seleção holandesa fez história.

seleção holandesa
Foto: (reprodução/internet)

Ainda não conhece essa história e quer saber mais? Então continue a leitura deste artigo.

A seleção holandesa e o Carrossel Holandês

Quem ama futebol e acompanhou a Copa do Mundo de 1974 com certeza foi marcado por um dos melhores times de futebol da história. Na verdade, é bem provável que a seleção holandesa seja a primeira que vem à mente de quem acompanhou o evento naquele ano.

Em homenagem à cor marcante de sua camisa e ao notório filme de Stanley Kubrick, todos passaram a chamar os holandeses de Laranja Mecânica. A marca deixada pela Holanda na competição daquele ano é tão evidente que nem mesmo a taça eles levaram, mas até hoje são lembrados.

ANÚNCIO

O que mais chamou a atenção na época foi a maneira como a seleção holandesa se comportava diante de seus adversários nas partidas. Com uma maneira totalmente irreverente de jogar (o famoso Futebol Total), influenciam até mesmo os clubes do momento em seus confrontos. Entre eles, estão Manchester City, Ajax e Barcelona.

Uma das principais características do Futebol Total é que todos os que estão presentes em campo atacam e marcam. Com este aspecto, ficou em evidência o glorioso Carrossel Holandês, o qual conseguiu deixar fortes seleções de mãos atadas na Copa do Mundo de 1974.

Futebol memorável

Este estilo ofensivo de jogo garantiu à seleção holandesa goleadas sobre equipes respeitadas como a Argentina. Na segunda fase da copa daquele ano, o placar de Holanda x Argentina simplesmente terminou em 4×0. Além disso, foi a Laranja Mecânica a responsável por eliminar o Brasil da competição, com uma vitória de 2 a 0.

O mandante responsável pelos holandeses em 1974 era Rinus Michels, que também estava à frente do Barcelona naquele tempo. No final, apesar de não ter levado a taça para casa, Michels garantiu que os holandeses se terminasse a Copa com uma derrota, cinco vitórias e um empate.

Com estes bons números, é claro que a Holanda foi uma das finalistas em 1974. A seleção adversåria, no entanto, além de ser a atual campeã da Europa, estava jogando em casa: a Alemanha Ocidental. Os alemães conseguiram vencer após uma virada, que estabeleceu o placar em 2 a 1 para os anfitriões.

No ano de 2014, o ex-atacante do Carrossel Holandês, Johan Cruyff, deu uma declaração sobre os feitos daquela copa:

“Talvez nós fomos os verdadeiros vencedores no final da história. Eu acho que o mundo lembra mais da nossa equipe do que a deles (Alemanha Ocidental)”.

ANÚNCIO