Laís Souza apresenta melhora com movimentos no ombro

Há cinco anos, o mundo da ginástica artística foi pego de surpresa com um terrível acidente envolvendo a atleta Laís Souza. Na ocasião, Laís estava treinando esqui aéreo em Salt Lake City, nos Estados Unidos, e acabou se chocando com uma árvore. O impacto causou graves danos ao corpo da ex-atleta, que acabou ficando tetraplégica.

Hoje, 5 anos depois de viver este momento difícil, Laís Souza segue fazendo tratamento. Recentemente, ela se submeteu a um experimento realizado com células-tronco pelo Miami Project to Cure Paralysis e tem apresentado uma melhora significativa. Nesta sexta-feira, a ex-atleta publicou um vídeo em seu perfil do Instagram para mostrar um pouco da evolução.

Laís Souza
Foto: (reprodução/internet)

Laís Souza comemora cada avanço

No vídeo postado por Laís na manhã de hoje, é possível ver o seu gatinho Baguera deitado ao seu lado. Laís aproveita o pouco avanço que alcançou em seu tratamento para fazer um pouco de carinho no bicho.

Para muitos, essa pode ser uma cena comum e até mesmo sem significado. No entanto, não é assim que a paulista, de 30 anos, interpreta a cena. Há pouco tempo atrás, este movimento era impossível de ser realizado.

Em fala recente, Laís Souza comemora:

ANÚNCIO

“Houve melhora significativa no meu tronco. Agora consigo projetar ele para os lados, para frente e fazer carinho no Baguera. O gato é muito carinhoso. Dorme todas as noites grudadinho.”

Desde o acidente ocorrido nos dias que antecediam a Olimpíada de Inverno de 2014, Laís precisa lidar com a ausência dos movimentos de suas pernas e também dos braços. Na época, ela já estava em transição de esporte e arriscando em uma carreira profissional no esqui aéreo.

O sonho foi interrompido pelo acidente. Desde então, a ex-ginasta vem se submetendo a diferentes tipos de tratamento. Em cada um deles, toda e qualquer melhora aparente é celebrada por Laís.

Atualmente, a mobilidade do corpo dela está restrita à área do pescoço para cima, agora contando também com os ombros. Os ombros têm ajudado Laís a se apoiar para conseguir ficar sentada. Esta evolução apresentada nos movimentos fez com que Laís Souza voltar a sonhar com sua autonomia.

Os planos são de adquirir uma nova cadeira mecânica que dê movimento a todo o corpo. Dessa forma, a dependência de outras pessoas pode ser um pouco reduzida. Sobre o assunto, a ex-atleta diz: “Estou em busca também de comprar uma cadeira que se movimenta pelo tronco, que aí vou conseguir me movimentar sozinha”.

Sonhos e esperanças seguem vivos

Enquanto realiza os devidos tratamentos, Laís Souza aproveita para compartilhar a sua história em seus perfis oficiais da internet. A ideia é poder inspirar outros indivíduos que têm histórias parecidas com a dela a não desistirem e não perderem a esperança.

Apesar de parecer impossível, a paulista não enterrou o sonho de voltar a andar um dia. De acordo com ela, a expectativa segue viva, mas sem ilusões. Recentemente, Laís Souza voltou a ficar em pé auxiliada por um estabilizador.

ANÚNCIO