Após derrota, Guerrero responde a torcida flamenguista

Nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, Flamengo e Internacional estiveram em campo no Maracanã. No duelo, nada favorável para o Inter, o atacante Paolo Guerrero foi contundente às provocações da torcida rubro-negra.

O duelo entre essas duas equipes terminou em 2 a 0 no primeiro jogo da fase que decide quem chega às semifinais. Na próxima quarta-feira, a decisão acontecerá na capital gaúcha, no estádio Beira-Rio. Por isso, a expectativa de Guerrero e seus companheiros de time segue alta.

GUERRERO
Foto: (reprodução/internet)

Saiba mais sobre o jogo de hoje e as vaias da torcida flamenguista, na continuação deste artigo.

Após saída conturbada, Guerrero enfrenta o Flamengo

Antes de desembarcar no Sport Club Internacional, Paolo Guerrero vestiu a camisa do Flamengo durante 3 temporadas, entre 2015 e 2018. Nesta noite, em seu retorno ao Maracanã, a torcida o recebeu com vaias.

Afinal, a Copa Libertadores é a única chance de título que o Flamengo tem além do Brasileirão. Cabia ao torcedor fazer pressão aos colorados que estavam em campo no jogo de hoje. Mas, com Guerrero, a relação da torcida flamenguista é de decepção.

ANÚNCIO

Uma das motivações de sua saída do clube da Gávea foram os problemas com antidoping que levou o peruano a uma suspensão pela FIFA. O jogador alega que não teve muito apoio do clube na época, o que o levou a assinar contrato com a equipe de Porto Alegre.

As provocações feitas pelos torcedores, no entanto, se estendeu além do jogo. Quando estava se dirigindo aos vestiários no término da partida, alguns flamenguistas próximos faziam gestos obscenos e xingamentos.

O peruano, por sua vez, se demonstrou tranquilo e respondeu com um sorriso no rosto. Entre alguns gestos, o jogador disse “lá, lá”, dizendo que a decisão ainda estava por vir. Em casa, o Internacional tem mais chances de ganhar e pode mudar a realidade do confronto.

Quanto entrevistado na zona mista, Guerrero manteve a postura e falou um pouco sobre como era lidar com a torcida do seu antigo clube.

“Tranquilo, faço meu trabalho dentro de campo. Não escuto o que a torcida faz, tento fazer meu trabalho dentro do campo, estar concentrado, fazer o melhor e dar o melhor para o meu time.”

Desafio do Inter é grande

Para se recuperar do placar desfavorável de hoje, o colorado vai precisar abrir uma grande vantagem contra o Flamengo no Beira-Rio. A diferença precisa ser de 3 gols para que a classificação aconteça dentro do tempo regular de jogo.

Caso contrário, a única chance é devolver o placar e levar a decisão para as cobranças de pênalti. O jogo decisivo acontece na próxima quarta-feira, no dia 28 de agosto. No entanto, o Inter possui outro desafio até lá.

No Campeonato Brasileiro, a equipe enfrenta o Goiás às 16h deste domingo, no estádio Serra Dourada. Provavelmente, para evitar desgastes e focar na Libertadores, o elenco escalado por Odair Hellmann será o reserva.

ANÚNCIO