Após derrota, Guerrero responde a torcida flamenguista

ANÚNCIO

Nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, Flamengo e Internacional estiveram em campo no Maracanã. No duelo, nada favorável para o Inter, o atacante Paolo Guerrero foi contundente às provocações da torcida rubro-negra.

O duelo entre essas duas equipes terminou em 2 a 0 no primeiro jogo da fase que decide quem chega às semifinais. Na próxima quarta-feira, a decisão acontecerá na capital gaúcha, no estádio Beira-Rio. Por isso, a expectativa de Guerrero e seus companheiros de time segue alta.

ANÚNCIO
GUERRERO
Foto: (reprodução/internet)

Saiba mais sobre o jogo de hoje e as vaias da torcida flamenguista, na continuação deste artigo.

Após saída conturbada, Guerrero enfrenta o Flamengo

Antes de desembarcar no Sport Club Internacional, Paolo Guerrero vestiu a camisa do Flamengo durante 3 temporadas, entre 2015 e 2018. Nesta noite, em seu retorno ao Maracanã, a torcida o recebeu com vaias.

Afinal, a Copa Libertadores é a única chance de título que o Flamengo tem além do Brasileirão. Cabia ao torcedor fazer pressão aos colorados que estavam em campo no jogo de hoje. Mas, com Guerrero, a relação da torcida flamenguista é de decepção.

ANÚNCIO

Uma das motivações de sua saída do clube da Gávea foram os problemas com antidoping que levou o peruano a uma suspensão pela FIFA. O jogador alega que não teve muito apoio do clube na época, o que o levou a assinar contrato com a equipe de Porto Alegre.

Após derrota, Guerrero responde a torcida flamenguista
Foto: reprodução/ internet.

As provocações feitas pelos torcedores, no entanto, se estendeu além do jogo. Quando estava se dirigindo aos vestiários no término da partida, alguns flamenguistas próximos faziam gestos obscenos e xingamentos.

O peruano, por sua vez, se demonstrou tranquilo e respondeu com um sorriso no rosto. Entre alguns gestos, o jogador disse “lá, lá”, dizendo que a decisão ainda estava por vir. Em casa, o Internacional tem mais chances de ganhar e pode mudar a realidade do confronto.

Quanto entrevistado na zona mista, Guerrero manteve a postura e falou um pouco sobre como era lidar com a torcida do seu antigo clube.

“Tranquilo, faço meu trabalho dentro de campo. Não escuto o que a torcida faz, tento fazer meu trabalho dentro do campo, estar concentrado, fazer o melhor e dar o melhor para o meu time.”

Desafio do Inter é grande

Para se recuperar do placar desfavorável de hoje, o colorado vai precisar abrir uma grande vantagem contra o Flamengo no Beira-Rio. A diferença precisa ser de 3 gols para que a classificação aconteça dentro do tempo regular de jogo.

Após derrota, Guerrero responde a torcida flamenguista
Foto: reprodução/ internet.

Caso contrário, a única chance é devolver o placar e levar a decisão para as cobranças de pênalti. O jogo decisivo acontece na próxima quarta-feira, no dia 28 de agosto. No entanto, o Inter possui outro desafio até lá.

No Campeonato Brasileiro, a equipe enfrenta o Goiás às 16h deste domingo, no estádio Serra Dourada. Provavelmente, para evitar desgastes e focar na Libertadores, o elenco escalado por Odair Hellmann será o reserva.

ANÚNCIO