Alisson é considerado melhor goleiro da Europa

O calendário de futebol na Europa é um pouco diferente do que é praticado aqui no Brasil. Aqui, enquanto estamos na metade de uma temporada, lá eles já estão iniciando uma nova. Como de costume, os melhores jogadores do período são premiados e, dessa vez, o goleiro Alisson estava entre os contemplados.

Atualmente, jogador do Liverpool, clube inglês, o atleta vive momentos que antes não passavam de um sonho. Na premiação realizada na noite de ontem, o jogador brasileiro foi considerado o melhor goleiro de toda a Europa.

Alisson
Foto: (reprodução/internet)

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a trajetória de Alisson, a disputa na premiação e outros jogadores contemplados.

Sonho de infância realizado

Mal sabia Alisson, mas a temporada 18/19 no futebol da Inglaterra será o grande ponto de virada em sua carreira. Com menos de seis anos de atuação na modalidade profissional, o jogador revelado pelo Internacional já acumula conquistas que muitos de seus companheiros nunca nem chegaram perto.

Na abertura da janela de transferências internacionais do ano passado, o Liverpool encaminhou a negociação pelo o goleiro. A quantia acordada foi de 66,9 milhões de libras. Em euros, este valor equivale a cerca de 72,5 milhões. Dessa forma, Alisson acabou se tornando o goleiro mais caro de todos os tempos.

ANÚNCIO

Mas, este valor só foi acreditado pela equipe inglesa devido à sua grande habilidade demonstrada em campo. Logo, todo este conjunto e histórico conferiram ao gaúcho a honra de ser considerado o melhor goleiro de toda a Europa.

A surpresa da premiação veio com a descoberta de que Lloris, do Tottenham, não havia levado a melhor. Afinal, nas últimas análises realizadas no mundo da bola, o alemão tem sido considerado o melhor na grande maioria.

Um outro goleiro que Becker conseguiu deixar para trás foi Ter Stegen, do Barcelona. A expectativa gerada sobre ele, no entanto, não passa de uma assimilação ao prestígio da equipe espanhola. Na última temporada, o Barça ficou bem longe de ter a melhor defesa.

Alisson, por sua vez, foi um dos grandes destaques na conquista do Liverpool pela Champions League. Em toda a campanha, foi possível observar as excelentes defesas de Becker, além do bom saldo de gols levados. Durante os 13 jogos da campanha, apenas 12 gols foram marcados.

Ao receber o prêmio, o atleta brasileiro deu uma declaração de agradecimento muito emocionante. Na oportunidade, Alisson aproveitou para falar com aquele momento representava a realização de um verdadeiro sonho em sua carreira.

“Nós brasileiros sempre acompanhamos a Champions League. O primeiro presente que se recebe é uma bola de futebol, e junto vêm os sonhos. Sempre foi meu objetivo jogar na Europa, ganhar uma Champions League. E hoje é um sonho receber esse prêmio, agradeço à família, aos companheiros. Espero que venha mais pela frente”

Um pouco mais sobre a trajetória de Alisson

A história de Alisson Becker começou na categoria de base do Internacional. No início, ele era apenas o reserva de seu irmão, Muriel. Porém, em um jogo contra o Botafogo no Campeonato Brasileiro, o titular acabou sofrendo uma lesão na virilha.

Com o afastamento, de aproximadamente um mês, Alisson precisou assumir a posição do irmão. Mas, o que ninguém esperava, era que o defensor fosse tão bom. Então, desde que recebeu essa oportunidade, a sua história mudou por completo.

O banco nunca mais foi a posição definitiva do goleiro. Depois de dois anos muito proveitosos na titularidade do Inter, o próximo destino foi a Itália, para jogar pelo Roma. Na época, a transação movimentou 8 milhões de euros, o que representava cerca de 29,6 milhões de reais.

Quando chegou na Europa, Alisson estranhou um pouco o ambiente de jogo e ficou bem oscilante em seu desempenho. Então, por um bom tempo, ele precisou voltar ao banco para se acostumar melhor na nova equipe e no novo país.

Em seguida, conseguiu mostrar uma evolução em seu desempenho e pôde voltar ao seu ritmo de jogo. Na passagem pelo Roma, o goleiro conseguiu o feito de passar 15 jogos sem levar nenhum gol. Os bons resultados de Alisson foram fundamentais para que o Roma conseguisse chegar à semifinal da Champions League.

Desde o fim da temporada em 2018, o goleiro foi se aventurar no futebol inglês e lá está vivendo o grande clímax de sua carreira. Simultaneamente, desde que começou a ficar em mais evidência, foram raras as vezes em que Alisson não apareceu na lista de convocados por Tite para jogar pela seleção brasileira.

Outros jogadores premiados

Na ocasião da noite de ontem, outras categorias também estavam sendo disputadas. A equipe do Liverpool acabou levando dupla premiação, pois o zagueiro Van Dijk foi considerado o melhor de seu setor no campo. O resultado já era esperado, pois o atleta foi indicado para concorrer entre os melhores jogadores de toda a temporada.

Agora, quando o assunto é meio de campo, não teve como a equipe inglesa competir com o Barcelona. Quem levou a melhor na premiação desta categoria foi alemão Frenkie De Jong. O jovem de 22 anos conseguiu desbancar jogadores mais experientes como Jordan Henderson, do Liverpool e Eriksen, do Tottenham.

No ataque, repetiu-se um clichê. Como em todos os anos, Lionel Messi foi indicado para disputar a premiação. Apesar de a eliminação do Barcelona na Champions ter vindo na semifinal, o jogador foi considerado o melhor atacante. Em mais uma oportunidade, o argentino conseguiu deixar Cristiano Ronaldo para trás, um rival antigo.

Porém, apesar do favoritismo, a conquista de Messi ficou reduzida apenas ao ataque. Dessa vez, o melhor da Europa foi Van Dijk.

“Eu preciso agradecer a meus companheiros, sem eles e a comissão técnica, eu não conseguiria. Tem sido uma longa caminhada, faz parte da minha jornada. Quando eu tinha oito anos, tive que trabalhar muito, estou muito feliz. Estou muito orgulhoso de receber este troféu, e dou crédito a todo mundo que me ajudou nesta caminhada.”

ANÚNCIO